Junho 22 2010

(Livro)

 

Ausenda Hilário

Carla Torres

Dorabela Graça

Emanuel Lomelino

Miguel Tiago

Zé Vitorino

 

Conheço bem e cifro

Na perfeição este laço

Que resultou neste livro

Que de voçes tem um pedaço

 

(Apresentaçõ)

 

Abel Beirão

Fábio Barra

Gilberto Dinis

Lígia Faria

Maria da Gloria

Teobaldo rosa

Tó Calçada

Zé Vitorino

Grupo de Charolas da freguesia de Santa Bárbara de Nêxe

 

 

 

Que a Liberdade paute a Balada das vossas vidas e que este Livro seja um dos seus pequenos acordes.

 

Obrigado amigos pela vossa participação neste projeto.

 

Sim foi possivel, o sonho transformou-se em vida!

publicado por MiguelBeirão às 23:32

Junho 21 2010

 

(Balada da Liberdade)

 

(Miguel Beirão, Miguel Tiago (participação especial no livro) e Gilberto Dinis (amigo de infãncia)

 

(Apresentação a cargo de Lígia Faria)

 

(Leitura de poemas por Maria da Gloria)

 

Poetas amigos recitaram e deram cor á noite

 

(Abel Beirão)

 

(Gilberto Cristina)

 

(Teobaldo Rosa)

 

(Fabio Barra)

 

(Tó Calçada)

 

(Zé Vitorino)

 

Calor humano e carinho fez-se notar

 

 

 

 

 

Um Livro 

 

Mote

 

Página a página, dia-a-dia,

Entre linhas, suor e desejo,

Com a força do trabalho e magia,

Crescer meu livro, eu vejo!

 

Glosas

 I

É sangue que sai do autor,

Vivência, sentimento e rebeldia!

Entrega, dedicação e amor,

Página a página, dia-a-dia!

 II

Lágrima escorrida pelo rosto,

Ausência talvez, de um beijo,

Vincada na tela do desgosto,

Entre linhas, suor e desejo!

 III

Nasce grande o livro, e nele fica

O sonho, o concreto e a nostalgia!

Entre o aplaudir e a critica

Com a força do trabalho e magia!

 IV

Por fim, é a forma do meu olhar,

Em cada quadra que elejo,

E a cada dia que me vou deitar,

Crescer meu livro, eu vejo!

                                        

 

 (Miguel Beirão)

publicado por MiguelBeirão às 19:05

Maio 10 2010

1-O ministro das Finanças abriu hoje a porta a um aumento de impostos como medida de consolidação para atingir um défice de 5,1% em 2011, o novo objectivo do Governo. O anúncio foi feito já de madrugada em Bruxelas, à margem da reunião do Ecofin. "Se [esse ajustamento] tiver de ser feito através de um aumento de impostos, temos de recorrer a uma solução dessa natureza. Não podemos recusar ou pôr de parte toda a panóplia de soluções que serão indispensáveis", afirmou Teixeira dos Santos.

 

2-Os ministros das finanças da Zona Euro aprovaram ontem um pacote de 110 mil milhões de euros destinado a resolver os problemas de dívida soberana da Grécia nos próximos três anos. Portugal vai contribuir com mais de dois mil milhões.

O ministro das Finanças, Teixeira dos Santos, explicou, à saída do encontro, em Bruxelas, que a parcela portuguesa será de 2,064 mil milhões de euros. Portugal "vai honrar" o compromisso, garantiu o governante.

 

3-Nazareno do Carmo, vereador da câmara de Ourém com o pelouro de Fátima, adiantou à Lusa que no final da última reunião de trabalho da preparação da peregrinação de Bento XVI, que reuniu 24 entidades em Fátima, os investimentos em curso situavam-se “na ordem dos 500 mil euros”.

Além da limpeza e arranjo de ruas e zonas verdes, a verba terá ainda que cobrir as despesas com o aluguer de grades de protecção para ordenação do tráfego rodoviário - cerca de 4000, metade das quais emprestadas - ou de 58 casas de banho portáteis.

“Há investimentos que estamos a fazer que não temos a certeza se iremos ter, digamos, um orçamento extra para os cobrir”, reconheceu o vereador, revelando-se, no entanto, esperançado de que a presença esta semana no concelho do secretário de Estado da Administração Local possa “trazer algumas boas notícias e algum dinheirinho extra”.

Choca-me!!!Saber que temos uma herança de milhares de portugueses a passar fome, desempregos em massa, jovens que querem começar vida e vêm-se privados de uma casa, um carro, sem condições para criar um filho, choca-me, ver que "ladram" nas mais escondidas esquinas que estamos em crise, choca-me ver esses magnatas engravatados "miarem" em comícios, nas rádios, nas TVs que estamos em crise, que temos que apertar o cinto, choca-me saber que os aumentos salariais ficam mais um ano congelados (aumentos dos operários, claro), choca-me não haver dinheiro para a educação, para a saúde, para o desporto, para a cultura, CHOCA-ME:

 

 

À Grécia milhões emprestar

Com o papa gastar meio milhão

E por fim chegar a conclusão

Que os impostos vão aumentar

 

E eu que do euro sou inímigo

E que não acredito no Vaticano

Tenho que carregar comigo

Mais "gracinha" do mesmo fulano

 

Enfim...

publicado por MiguelBeirão às 16:42

Maio 02 2010

I

O desporto escolar,

Ainda não existia,

Mas no âmbito de inovar

Um CTL, aparecia

II

Centro de tempos livres?

Resolvemos apostar,

Ligação às comunidades

E no desporto entrar

III                                                                                                   XI

Após modalidades de entretenha,                                        Agora uns são velocistas

Apostámos no atletismo,                                                        Outros belos marchadores,

No Grande Prémio da Penha,                                                 Já temos barreiristas,

Fizemos o nosso baptismo.                                                     E também há lançadores

IV                                                                                                  XII

Equipamentos multicolores                                                   Varas inventadas para domínio

Preparação reduzida,                                                               De fabrico bem caseiro,

Classificações? Não as melhores                                           Eram tubos de d`alumínio,

E uma aluna desfalecida.                                                        Para pendurar reposteiro

V                                                                                                   XIII

Com o apoio do Directivo,                                                      Participação numerosa de gente

Continuámos a trabalhar,                                                       Em todas as competições,

Gratos ao colectivo                                                                   E os organizadores, tristemente,

Arlindo e Isilda por nos apoiar                                               Ainda fazem reclamações

VI                                                                                                  XIV

Em Lagos um nosso atleta,                                                     Oito anos d`actividade,

Foi o primeiro a chegar,                                                          Orçamento anual a subir

Mas um juiz grita na meta:                                                    Atletas de qualidade,

“Uma volta para acabar”.                                                      Mas a Escola não pôde cumprir.

VII                                                                                                XV

Melhoramos a forma de treinar,                                          Cessou a sua actividade,

Em horário pós-laboral,                                                          Ficaram as recordações,

Todos compareciam, de louvar                                             Desta experiência que deixa saudade,

Assiduidade excepcional.                                                       E inunda nossos corações.

VIII                                                                                              XVI

Fim de treino, o auxílio                                                           Grandes momentos vividos,

Marchil, Patação, Chelote,                                                     Fizemos muitas amizades,

Distribuição ó domicílio                                                          Eis-nos aqui reunidos,

Todos no Brasília em magote                                                Para matar saudade

IX                                                                                                  XII

Comprámos equipamentos,                                                  O Clube de Atletismo,

Filiados n`Associação,                                                             Com a Afonso mexeu,

Descobrimos talentos,                                                            Muitas taças, muito profissionalismo,

E melhoramos a classificação.                                               À nossa ex-Escola deu.

X

Especialistas não havia,                                                           

Todo mundo era fundista,

Mas com o esforço do dia-a-dia,                                (Miguel Beirão & Silvino Santos)

Dedicámo-nos à pista

 

 

                                                                                                      

 

 

 

publicado por MiguelBeirão às 09:55

Abril 26 2010

Constante inquietação,
Na voz tremida e rouca,
E um frágil rugido de leão,
Em silêncio na minha boca!
Olhos famintos nos reflexos,
Que beijam uma boca imóvel,
Onde testemunham gestos
De afronta a um prémio Nobel!
Há um sorriso que anima,
Meu acordar e estimula,
A necessidade que se destina,
A aliviar o pecado da gula!
Há uma voz interior que prende,
Cada suspiro de ansiedade,
E um grito que não entende
Porque urge a necessidade!
Constante inquietação,
No poema do teu olhar,
Onde tardas em dar a mão
A quem a mão te quer dar!

publicado por MiguelBeirão às 12:43

Abril 24 2010

 Que seja eterno o 25 de Abril, 
  Que se respeite a igualdade                     
  E que venham sempre aos mil, 
  Os que defendem a Liberdade!

 

 Quero ser livre e consciente, 
 Que para poder hoje escrever, 
 Houve nas masmorras muita gente, 
 Por liberdade de expressão não ter!

 

 36 anos passados de cravo ao peito, 
 Há quem os queira a murchar, 
 E apagar da história esse feito, 
 Mas não há quem tenha o direito 
 Das conquistas de Abril nos retirar!

 

 Quero ser livre e continuar a ser, 
 Quero ter os direitos do meu vizinho, 
 Gritar, cantar, intervir e poder 
 Percorrer sem medos o meu caminho

 

Abril SEMPRE, em Janeiro ou em Março,
Abril SEMPRE, em casa ou fora dela,
Abril SEMPRE, na ternura de um abraço,
Ou num beijo doce roubado à janela,

 

Que se explique ao mais novo,
A pormenor, como a revolução se fez,
Que 25 de Abril foi a vitória de um povo,
Que foi vitória do povo português!

publicado por MiguelBeirão às 11:31

mais sobre mim
PageRank
Visitas
Contador GRÁTIS
Pet Shops
pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO